Blog

Blog

A Música Brasileira está correndo um sério risco!

6 Comentários

Meu amigos e colegas de profissão,  atenção as Associações de compositores e músicos, Sindicato dos Músicos e afins, leiam esse parágrafo abaixo, que recebí de uma empresa de turismo de confiança, falando sobre a implantação de uma medida, que será se não o golpe mortal a música brasileira, quase isso.

Infraero e companhias aéreas vão controlar bagagem de mão em aeroportos
O governo federal e as companhias aéreas planejam barrar passageiros que tentem embarcar com bagagem de mão acima dos limites permitidos nos aviões. O projeto do governo é instalar gabaritos de metal na área de inspeção por raio X nos aeroportos, para medir a bagagem. Se ela couber no suporte, o passageiro pode embarcá-la, do contrário, terá que ser despachada. A medida deve ser implantada nos voos nacionais a partir da alta temporada, no fim do ano.

Isso quer dizer que agora não vamos mesmo poder viajar com nossos instrumentos, ou o que restou deles para viagem. Sim porque o baixo acústico faz tempo que não viaja. Agora não vai mais passar teclados, baterias, guitarras, violões, percussões grandes e qualquer outro instrumento desse tamanho. Se, depois de toda pressão que temos com a pirataria e o fim do formato do CD,  agora nenhum músico mais vai poder viajar com seus instrumentos para trabalhar.

Já faz algum tempo que somos obrigados a assinar um documento, concordando que a case de nosso instrumento é desapropriada para embarcar num vôo, mesmo que a dita embalagem, tenha sido construida para isso, assim, quando empbarcamos um violão, uma guitarra, ou um outro instrumento qualquer, temos que assumir toda a responsabilidade caso aconteça qualquer avaria na embalagem e, ou no instrumento transportado.

Se essa nova medida for realmente implantada, vamos ficar numa posição muito dificil, pois não conseguiremos embarcar ou levar como bagagem de mão nem mais um violão? Como vamos trabalhar nesse país?

Eu proponho levar esse assunto as nossas associaçõs, ao Sindicato dos músicos e ao Ministério da Cultura, que sabe como nós, da importância de poder viajar levando nossos instrumentos, e com eles nossa música para além de nossas cidades.

Finalmente acho que temos que fazer alguma coisa pra impedir que se instale essa maldita medida não acham?

 

6 comentários

  1. Jaime Alem - 15/08/2011 21:48

    Oi Luiz, com certeza no intuito de viabilizar copa do mundo e olimpiádas eles vão detonar o nosso maior patrimonio cultural na tentativa de viabilizar essas arapucas chamadas de aeroportos.
    Caso isso venha a se concretizar só tenho uma frase para os mercadores Ricardo Teixeira, Nuzman e outros piratas. ” VÃO SE FODER”.
    Eu assino qualquer coisa contra este mercado humano feito em nome dos esportes.
    JAIME ALEM

    Responder
  2. celia vaz - 16/08/2011 07:56

    podemos começar pressionando o Sindicato, enviando esta mensagem para lá, e bombardeando com notícias afins.
    o que voces acham? qual a melhor ação?

    Responder
    • Luiz Brasil - 16/08/2011 08:24

      Oi Celia, bom dia
      Ainda não sei or onde devemos fazer alguma ação, mas penso que isso se faz necessário sim.
      Vamos colhendo opiniões pra saber onde podemos chegar não é?
      Talvez fosse o caso de abrir uma discussão pública…

      Responder
  3. Deco - 16/08/2011 08:55

    Oi, Luiz, saudações. Os absurdos que surgem a todo momento, oriundos da falta de capacidade de avaliação social de elementos “conduzidos” a cargos não compativeis com suas reais aptidões, demonstram quão dolosos são os resultados de suas irresponsabilidades. Resta-nos, como sempre, a única alternativa possivel: protestar contra tais disparates, contando com a atual duvidosa justiça para que essa mentalidade insana seja conduzida de volta à razão. Felicito-o pela divulgação da ocorrencia, torcendo para que a acolhida geral seja coroada de exito.
    Abraço grande.
    Deco

    Responder
  4. Anonimouz - 16/08/2011 11:32

    Calma, suavizemos o sensacionalismo. Não é a música brasileira que corre um sério risco. Vias alternativas serão vistas para que o instrumento chegue no devido lugar, mesmo que, se necessário, precisemos investir um pouco mais. Mas pensemos generalizadamente, não apenas unilateralmente, é uma medida de segurança por parte da Infraero. Também somos beneficiados por essa postura.
    Tudo que peço é calma.

    Responder
  5. Carlinhos Veloz - 16/08/2011 20:14

    Oi, Luiz.
    Tá certo, irmão.
    Qualquer coisa, conte com o meu apoio na luta contra essa barbaridade.
    Grande abraço!

    Responder

Dê a sua opinião