Biografia

Biografia

Luiz Brasil, um dos mais importantes músicos da atualidade, não poderia deixar de ser reconhecido pela sutileza com que une à sua musicalidade nata e ao seu rítmo tão peculiar, a habilidade e a técnica desenvolvidas nos diversos instrumentos que domina. Essas, porém, não são as únicas qualidades com que esse típico baiano nos brinda.

Arranjador sofisticado, compositor e produtor, Luiz Brasil vem emprestando a sua musicalidade ao trabalho de grandes expoentes da Música Popular Brasileira. Acompanhou Caetano Veloso, de quem por dez anos foi músico, arranjador e produtor, que define Luiz como um dos instrumentistas mais brilhantes da atualidade……. Também Gilberto Gil, Gal Costa, Maria Bethânia e Cássia Eller, tiveram o trabalho de Luiz Brasil em seus shows, gravações e produções.

Luiz Brasil

Pelo mundo da música já trabalhou também com Fernanda Abreu, Nando Reis, Luciano Pavaroti, Riuychi Sakamoto, Elza Soares, Zé Miguel Wisnick. Com Cássia Eller produziu e arranjou os discos Com você o Meu Mundo Ficaria Completo e o Acústico MTV Cássia Eller, este último lhe rendeu o Grammy Latino em 2002 e o Prêmio Multishow, na categoria de produtor musical. Com Jussara Silveira, arranjou e produziu os CDs Jussara Silveira e Canções De Caymmi, alem de dividir com ela o CD de voz e violão Nobreza.

Luiz Brasil também participou da composição de trilhas sonoras de filmes como Tieta do Agreste, O Quatrilho e Central do Brasil, recentemente do filme e seriado Ó Paió, de Marcio Meireles com direção de Monique Gardenberg, foi também produtor musical e arranjador.

Com Riuychi Sakamoto e Jaques e Paula Morelenbaum gravou quatro discos sobre a obra de Tom Jobim nos Estados Unidos, Japão e Brasil. Dessa safra, o álbum A Day In New York ganhou o prêmio Tim de 2004, como melhor CD de musica Brasileira.

Em 2005, ao lançar seu primeiro trabalho solo intitulado Brasilêru, Luiz Brasil colocou em prática suas habilidades de compositor, instrumentista e arranjador, num disco que une diversos ritmos regionais em grandes formações.

Enquanto se aventura na música instrumental sozinho e em seu duo com o excepcional Zeca Assumpção, Luiz continua nas paradas das rádios com arranjos como Sutilmente, que fez para o Skank, e Geraldinos e Garibaldos recém-lançado por Simone. Em terras baianas, no verão de 2009, Luiz produziu o primeiro disco de um artista de carreira muito promissora: Tiganá Santana. Timbre e composições extraordinárias foram a matéria-prima para um trabalho de grande personalidade, profundo, ancestral e dançante ao mesmo tempo.

Em seguida, no Canadá, Luiz Brasil produziu e arranjou a gravação do especial Voix Et Rythmes du Bresil para a Spectra e uma TV americana, que contou com a participação de Mart’nália e Margareth Menezes entre outros.
Estão a caminho dois novos rebentos: o cd do artista angolado Coreon Du, que tem produção musical e arranjos de Luiz Brasil, está sendo produzido desde Julho deste ano em Portugal e o seu próximo CD solo.